A verdadeira história de Stonehenge

Stonehenge é provavelmente o mais importante monumento pré-histórico em toda a Grã-Bretanha e sempre têm atraído milhares de visitantes todos os anos. Stonehenge fica há mais ou menos 80 milhas de distância do centro de Londres (uma hora e meia dirigindo) e é um monumento interessantíssimo que intriga muita gente não só pelo seu formato como também pelo tamanho e peso das pedras utilizadas na sua construção (algumas pedras pesam 50 toneladas).

Segundo historiadores (e o site oficial de Stonehenge), o monumento que vemos hoje é a fase final que foi concluída há cerca de 3500 anos atrás, mas que teve sua construção iniciada há aproximadamente 5000 anos provavelmente para a realização de rituais religiosos, incluindo a cremação de pessoas (talvez como sacrifícios a “deuses”).

Estudos comprovam que as pedras utilizadas na construção do monumento foram retiradas principalmente de 2 lugares diferentes: No início da construção, muitas pedras foram retiradas das montanhas de Preseli no sudoeste do País de Gales, há incríveis 240 milhas de distância do local onde o monumento foi construído e no último estágio da contrução, as pedras (de 50 toneladas) foram retiradas de um local mais próximo, há apenas 25 milhas de distância.

Mas paremos um pouco para pensar. Há mais de 3500 anos atrás, não existiam carros, muito menos caminhões! Também não existiam guindastes, escavadeiras, tratores, rodovias etc. Apenas força humana! Então, como os britânicos daqueles tempos fizeram para mover pedras gigantes pesando entre 4 e 50 toneladas por trajetos que hoje dirigindo um carro em excelentes rodovias levariam ao menos 3 horas para serem percorridos? E como levantar e empilhar uma pedra em cima da outra sem um poderoso guindaste?

Historiadores, matemáticos e outros estudiosos, sugerem que parte do percurso foi realizado utilizando rios, troncos de árvores para mover as pedras, cordas de couro ultra resistentes, e aproximadamente 500 fortes homens para puxar cada pedra. Além de mais 100 homens para manusear os troncos de árvores durante o trajeto.

Outros “estudiosos”, sugerem outras teorias para a construção do monumento. Como por exemplo a utilização de artefatos mágicos, animais gigantes ou até mesmo uma ajudinha de extra-terrestres vindos de outros planetas para “marcar” território. Entre tanta expeculação, é possível encontrar teorias hilárias e que as vezes até ironizam problemas que temos na nossa vida moderna. Uma das melhores é a teoria de que Stonehenge foi contruída com peças compradas no Ikea e homens gigantes (criados por mágicos) fizeram a montagem.

Para quem não sabe, o Ikea é uma famosa rede de lojas de móveis (vindas da Suécia) que tornou-se muito famosa em diversos países, incluindo Inglaterra e Estados Unidos. A idéia do Ikea é simples e faz muito sucesso: você compra o móvel (um armário por exemplo) e na mesma hora carrega o móvel todo desmontado em “chapas” de madeira para sua casa. Quando chega em casa você mesmo monta o móvel seguindo um manual de instruções.

O sistema tem a vantagem de baratear bastante o preço dos móveis e facilitar a venda, mas têm desvantagens com relação à qualidade da madeira (que geralmente é de baixa qualidade) e com relação ao fato de que a montagem raramente fica profissional pois na maioria dos casos o manual de montagem é apenas uma folha com meia dúzia de símbolos a serem decifrados. Em resumo, o consumidor acaba por montar o móvel de forma errada, reduzindo a qualidade e o tempo de vida do objeto.

Voltando para a Stonehenge, existe a seguinte teoria bem ilustrada nas figuras abaixo:

Processo de construção do Stonehenge (caso existesse Ikea naquela época)

Processo de construção do Stonehenge (caso existesse Ikea naquela época)

Como acontece com os móveis do Ikea, os construtores do Stonehenge tiveram problemas no fim da construção

Como acontece com os móveis do Ikea, os construtores do Stonehenge tiveram problemas no fim da construção

Tentando traduzir o manual de instruções acima para “montar” a Stonehenge, em português seria:

  • O nome do “objeto” é Stonehenge, mas em sueco é provavelmente algo estranho como Hënj. No Ikea todos os móveis tem nomes “diferentes” geralmente em sueco, mesmo sendo vendidos na Inglaterra.
  • Na primeira figura, note que junto ao nome você pode ver como fica o objeto após montado, o número de peças que são fonecidas (nesse caso pedras) e as ferramentas necessária para o trabalho.
  • Ah, e no caso da Stonehenge são necessários 10 000 homens para a montagem. :)
  • Veja como carregar as pedras olhando nas ilustrações e caso tenha dúvidas, pergunte para algum mago (Merlin, por exemplo)
  1. Cave buracos na terra usando as ferramentas.
  2. Repita a escavação 30 vezes formando um círculo como mostrado na figura e coloque uma pedra em cada buraco.
  3. Como o número um não foi realizado pelo tamanho da pedra, peça que o mago forneça uns gigantes para carregar as pedras.
  4. Confirme que os gigantes coloquem as pedras na forma indicada em cada buraco.
  5. Instale as pedras da parte superior que fecha o círculo.
  6. Ops, mas quem disse que alguém entendeu as instruções do manual de como empilhar as pedras?
  7. Após muito tempo tentando enteder o manual, é melhor parar para tomar uma bebida e relaxar.
  8. Após ficarem bêbados, os gigantes fornecidos pelo mago abandonam a obra inacabada.

Resumindo, após todo o trabalho, veja o resultado:

Stonehenge na Inglaterra

Stonehenge na Inglaterra

You may also like...

1 Response