A experiência de criar filhos bilíngues

Se num piscar de olhos pudessemos transformar nossos filhos em perfeitos bilíngues, fluentes tanto em português quanto em inglês, quem não o faria? No entanto, quando pais tentam ensinar duas línguas a seus filhos na infância, muitas vezes descobrem que a tarefa é mais complicada do que imaginavam.

Familias de brasileiros morando fora do Brasil que estão tentando criar filhos bilíngues podem ser divididas em três grupos:

  • tanto o pai quanto a mãe são brasileiros, ou falam português fluentemente, e português é a única língua falada em casa;
  • somente um dos pais fala português, enquanto que o outro fala a língua do país de residência;
  • um dos pais fala português e o outro fala um terceiro idioma, que não é o do país de residência.

Das três, a primeira situação é a mais favorável do ponto de vista do aprendizado da língua portuguesa. Nos dois últimos grupos, em que se encaixa a maioria dos brasileiros que conheço aqui na Inglaterra, as dificuldades aumentam exponencialmente.

Mas para muitas dessas pessoas, falar seu idioma materno com os filhos é um elemento definidor de seu relacionamento com eles. Mesmo que você seja muito fluente em inglês, provavelmente vai se sentir um pouco estranho falando com um bebezinho, brincando, tentando transmitir carinho ou mesmo dando bronca numa língua que não seja o português. Isso pode até ser feito, mas alguns especialistas afirmam que tal conduta pode algumas vezes afetar de forma negativa o relacionamento futuro com a criança.

Antes de ser mãe conheci muitos brasileiros vivendo na Europa que não ensinavam português a seus filhos. Alguns diziam não fazê-lo por ter medo que a criança ficasse confusa com duas línguas, que não conseguisse se comunicar com o pai, ou que chegasse à idade escolar sem dominar o idioma do país de residência. Já outros haviam tentado ensinar português aos filhos quando estes eram pequenos, mas haviam falhado parcial ou totalmente. Muitos se contentavam com o fato dos filhos “entenderem” português.

Por falar cinco línguas, trabalhar em um meio internacional e já ter morado em quatro países em três continentes diferentes, eu conhecia bem as enormes vantagens do multilinguismo. Então, quando nossa filha nasceu na Inglaterra, eu e meu marido já haviamos decidido que ela seria criada em três línguas: português, inglês e norueguês, a língua materna dele. Nossa filha seria exposta desde o nascimento aos idiomas com os quais teria um contato natural ao longo da vida.

Li muito sobre multilinguismo, mantive correspondência com pesquisadores, tentei aprender o máximo possível com a experiência de parentes e amigos que tentavam educar seus filhos para que fossem bilíngues. Hoje nossa filha está entrando na adolescência e é totalmente fluente em inglês e português, tanto falados quanto escritos, e é muito competente em norueguês.

Há algum tempo tenho pensado em compartilhar nossa experiência com outras famílias, e assim tive a idéia de criar um blog para passar informações úteis a mães e pais brasileiros residentes no exterior que estão tentando dar a seus filhos o maravilhoso presente do bilinguismo. O endereço do blog é www.filhos-bilingues.blogspot.com.

You may also like...

6 Responses

  1. Rose Taylor says:

    Ola, Claudia!
    Sou brasileira residente na Inglaterra e adorei seu artigo.
    Acho o tema fantastico, e assim como voce, tenho dois filhos bilingues. Com certeza estarei visitando seu blog, e obrigada por compartilhar sua experiencia.

    Abracos=)

  2. Ana C says:

    Bacana o artigo, tenho uma filha de 17 meses, de pai britânico. Falo 100% em português com ela e espero ter sucesso nessa batalha! Ela fala várias palavras, tanto em português quanto em inglês. Vou dar uma lida no seu blog, aposto que vai me ajudar muito!

    Obrigada por compatilhar. :)

  3. Eli says:

    Gostei muito do artigo e do blog, bem util. Abraco, Eli

  4. Brazilian says:

    muito interessante o artigo, não imaginava que fosse tão comum as pessoas terem filhos bilingues, eles falam com o sutaque perfeito para ambos os idiomas ou tem um sutaque gringo?

  1. 9 de February de 2012

    …[Trackback]…

    Relative Post here…

  2. 9 de February de 2012

    …[Trackback]…

    Reposted on my blog…