Dicas para aprender inglês

O inglês é a língua mais falada no mundo dos negócios e para quem não é falante nativo e quer ser fluente, tem que imergir em ambientes dominados pela língua inglesa. O aprendizado de uma língua não consiste apenas em frequentar 2 aulas por semana em qualquer curso de idiomas. O segredo é praticar imergindo-se na língua. Praticar muuuuito leitura, escrita e por fim conversação é o segredo.

Suas limitações na língua inglesa não existem porque você deve uma péssima educação no ensino fundamental, ou porque você não tem dinheiro para pagar escolas de inglês ou porque você não tem tempo. Basta querer. Use horas que você está no transito, no onibus, na sala de espera do dentista, na fila do banco, etc.

  • Se você não sabe absolutamente nada tente aprender o mais básico. Comece por livros ou sites que tenham frases simples (livros infantis por exemplo) e tente entender. Não use traduções prontas. Se quiser traduzir, traduza você mesmo com o dicionário. Conforme sua leitura for melhorando, vá para livros maiores e de frases mais complexas.
  • Gaste ao menos duas horas por dia lendo notícias, jornais, artigos, livros em ingl
    Aprender ingles é essencial nos dias atuais!

    Aprender ingles é essencial nos dias atuais!

    ês. Novamente, não utilize Google Translator ou qualquer outro tradutor. Não entende o que está escrito? Traduza com o dicionário, palavra por palavra. Ao terminar, jogue fora a tradução e tente de novo. Você irá adquirir vocabulário super rápido com isso. Tente também ler em voz alta, assim você trabalha a pronúncia ao mesmo tempo.

  • Entre no site http://www.bbc.co.uk/radio e faça download dos programas ou escute rádios inglesas ao vivo. Escute ao menos uma hora por dia. No começo é muito difícil ou quase impossível de enteder o que é falado. Obviamente que você deve priorizar programas com poucas músicas e mais conteúdo.

  • Faça amizade com pessoas nativas. Se você está no Brasil, use a redes sociais na internet ao seu favor. Facebook, Google groups, Skype, etc. Se você está no Reino Unido, esqueça seus amigos brasileiros e vá para um pub, faça um curso de jardinagem, visite igrejas, vá a museus e procure serviços gratuitos de guia, reclame do tempo ruim para qualquer velhinha que você encontrar na rua que você poderá ter horas de conversação sem esforço algum…

  • Assista filmes em inglês sem legenda. Tente assistir programas de TV no YouTube ou no BBC iPlayer se você mora no Reino Unido. Ops, se você mora no Reino Unido, esqueça a Record! Assista BBC, ITV, Channel 4, etc. Assista desde novelas até programas de notícias.

  • ·Quando sentir que chegou a um nível intermediário, doe para alguém o seu dicionário inglês-português. Use um dicionário inglês-inglês.

  • Sempre que aprender algo, tente usar. Escrevendo ou de preferência falando. Após utilizar o seu aprendizado algumas vezes, você dificilmente esquecerá.

  • Pense em inglês. Não pense em português para depois traduzir para inglês. Na minha opnião é o mais difícil, e você só alcança essa habilidade se treinar muito! E com certeza já estará beirando a fluência na língua ao alcançar esse patamar.
  • Use cursos de inglês apenas como referência gramatical e local para tirar dúvidas.

  • Disponha-se a conquistar um certificação de profeciência como TOELF ou IELTS. Mesmo se você não precisa do certificado, a prova passa a ser um bom incentivo para você estudar mais.

O que você ainda está fazendo aqui lendo esse artigo em português?

Go get some English knowledge for yourself!

Dicas para aprender inglês

O inglês é a língua mais falada no mundo dos negócios e para quem não é falante nativo e quer ser fluente, tem que imergir em ambientes dominados pela língua inglesa. O aprendizado de uma língua não consiste apenas em frequentar 2 aulas por semana em qualquer curso de idiomas. O segredo é praticar imergindo-se na língua. Praticar muuuuito leitura, escrita e por fim conversação é o segredo.

Suas limitações na língua inglesa não existem porque você deve uma péssima educação no ensino fundamental, ou porque você não tem dinheiro para pagar escolas de inglês ou porque você não tem tempo. Basta querer. Use horas que você está no transito, no onibus, na sala de espera do dentista, na fila do banco, etc.

· Se você não sabe absolutamente nada tente aprender o mais básico. Comece por livros ou sites que tenham frases simples (livros infantis por exemplo) e tente entender. Não use traduções prontas. Se quiser traduzir, traduza você mesmo com o dicionário. Conforme sua leitura for melhorando, vá para livros maiores e de frases mais complexas.

· Gaste ao menos duas horas por dia lendo notícias, jornais, artigos, livros em inglês. Novamente, não utilize Google Translator ou qualquer outro tradutor. Não entende o que está escrito? Traduza com o dicionário, palavra por palavra. Ao terminar, jogue fora a tradução e tente de novo. Você irá adquirir vocabulário super rápido com isso. Tente também ler em voz alta, assim você trabalha a pronúncia ao mesmo tempo.

· Entre no site http://www.bbc.co.uk/radio e faça download dos programas ou escute rádios inglesas ao vivo. Escute ao menos uma hora por dia. No começo é muito difícil ou quase impossível de enteder o que é falado. Obviamente que você deve priorizar programas com poucas músicas e mais conteúdo.

· Faça amizade com pessoas nativas. Se você está no Brasil, use a redes sociais na internet ao seu favor. Facebook, Google groups, Skype, etc. Se você está no Reino Unido, esqueça seus amigos brasileiros e vá para um pub, faça um curso de jardinagem, visite igrejas, vá a museus e procure serviços gratuitos de guia, reclame do tempo ruim para qualquer velhinha que você encontrar na rua que você poderá ter horas de conversação sem esforço algum…

· Assista filmes em inglês sem legenda. Tente assistir programas de TV no YouTube ou no BBC iPlayer se você mora no Reino Unido. Ops, se você mora no Reino Unido, esqueça a Record! Assista BBC, ITV, Channel 4, etc. Assista desde novelas até programas de notícias.

· Quando sentir que chegou a um nível intermediário, doe para alguém o seu dicionário inglês-português. Use um dicionário inglês-inglês.

· Sempre que aprender algo, tente usar. Escrevendo ou de preferência falando. Após utilizar o seu aprendizado algumas vezes, você dificilmente esquecerá.

· Pense em inglês. Não pense em português para depois traduzir para inglês. Na minha opnião é o mais difícil, e você só alcança essa habilidade se treinar muito! E com certeza já estará beirando a fluência na língua ao alcançar esse patamar.

· Use cursos de inglês apenas como referência gramatical e local para tirar dúvidas.

· Disponha-se a conquistar um certificação de profeciência como TOELF ou IELTS. Mesmo se você não precisa do certificado, a prova passa a ser um bom incentivo para você estudar mais.

O que você ainda está fazendo aqui lendo esse artigo em português?

Go get some English knowledge for yourself!

You may also like...

7 Responses

  1. Cristiane says:

    Ola, moro em Westbury, gostaria muito de conseguir um trabalho, vc teria alguma ideia de lugares que eu poderia ir? Alem dos jobcenters?
    Desde ja obrigada

    • Roberto says:

      Olá Cristiane,

      Depende do que vc quer/ ou faz. Tem muitos sites genéricos na internet como indeed.co.uk, monster.co.uk e reed.co.uk. Além disso, existem sites para profissões específicas como dentistas, veterinários, profissionais de IT, engenheiros, etc.

      Fora isso, tente achar listas de agências de emprego (particulares) na sua região entre em contato com eles e envie seu CV.

      Boa sorte,

      Roberto

  2. Cristiane says:

    Muito obrigada , vou olhar isso :)
    Meu marido, tb estar a procura, ele e alemao, vinehemos a pouco do Brazil, la ele trabalha na H stern, mais p colocar o curriculo aqui na Hstern precisa esperar 6 meses, ele fala 3 idiomas, e estamos esperando algumas semanas e nada de trabalho, se o senhor soube, de alguem q precise de um tradutos, Ingles, portugues, alemao, por favor entre em contato comigo. Estou disposta a qualuqer trabalho honesto. Muito obrigada suas informacoes sao importantes pra nos.

  3. Mark says:

    Olá Roberto,
    Estou com algumas dúvidas que eu espero que você possa me ajudar, estou em um processo para pegar a dupla cidadania para o meu filho de 15 anos, porém não sei se conseguirei até o final do ano, enfim, temos amigos na Inglaterra, gostaria de perguntar se mesmo sem ele sem a cidadania ele conseguiria viajar e ficar estudando?; ou se podemos provar o processo que estamos lutando e etc, a outra dúvida é o melhor período para ele ir, eu sei que provavelmente seria agora no começo das aulas mas estávamos pensando em mandá-lo no começo ou no final de dezembro, as escolas britânicas costumam aceitar? (escola pública em peterborough). Você tem alguma noção em que série ele entraria? Provvelmente no 10ºth grade certo?

    Ficaria muito agradecido se você me respondesse, muito obrigado.
    Mark.

    • Mark,

      O Reino Unido não reconhece “processos em andamento” para cidadania. Ou tem o passaporte europeu ou não tem.

      Sem o passaporte europeu seu filho precisa de um visto válido para o que ele pretende fazer na Inglaterra. Se for para estudar por um longo período, ele precisa de um visto de estudante, mas não são todas as escolas que o aceitarão, pois ele será considerado como um estudante que apenas está vindo temporariamente. Acredito que neste caso (usando um visto de estudante) ele não seria aceito em escolas públicas.

      Com o passaporte europeu a situação muda, e a partir do momento que ele estiver residindo na Inglaterra, pode matricular-se em um número maior de escolas (inclusive as públicas).

      Acredito que a escola que determina se ele pode começar em Dezembro ou não, sendo essas decisão variada em cada escola. Também provavelmente será necessário que ele realize algum exame de equivalência curricular para determinar em que nível ele está.

      Entra em contato (de preferência) por email com a escola e pergunte para eles. Te aconselho a não comentar do processo de cidadania para não complicar o assunto. Fale que ele tem passaporte europeu e está mudando em dezembro. Como ele poderia se matricular e quais são os requisitos.

      Também te aconselho a ir com calma e não fazer nada na pressa. O processo de adaptação à cultura, língua, clima, etc é complicado para todo mundo. Vai ser mais difícil pra ele pegar o ano letivo no meio (se permitirem), sendo a forma de ensinar diferente da que ele está acostumado, a língua diferente, os horários diferentes, o dia deprimente (pois em janeiro no UK amanhece as 10:30 e anoitece as 16:30), e por aí vai…

      Espero ter ajudado,

      Roberto

  4. Virgínia says:

    Olá alguém sabe quanto custa a mensalidade da universidade de Oxford ? E quanto isso fica no ” REAL” ?

    • Virginia,

      As taxas cobradas pelas universidades britânicas são anuais. Os valores dependem do curso que você quer e da sua situação imigratrória.

      Por exemplo, um Bacharel em Ciencias da Computação ou em Economia sai por algo em torno de 3375 libras anuais se você têm visto por tempo indefinido para viver no Reino Unido (ou nacionalidade européia) e já está vivendo na Europa há mais de 3 anos. Caso você não tenha o visto e não resida na Europa há mais de 3 anos, então a taxa anual sobe para 14550 libras.

      Você pode encontrar o preço do curso que você quer nesse link: http://www.ox.ac.uk/feesandfunding/fees/.

      Hoje a cotação da libra é R$ 2,66.

      Fora as taxas da universidade, também tem os custos de aluguel, comida, transporte, etc…

      Roberto