Direitos de cidadãos da União Européia no Reino Unido

Se você for nacional de um país membro da União Européia, mesmo sem nunca ter ido para o país, você tem direito de entrar, viver, trabalhar e estudar no Reino Unido (UK) sem a necessidade de visto. Você também tem direito de trazer a sua família, européia ou não (com certas restrições dependendo do grau de parentesco).

O União Européia inclui estes países:

  • Áustria
  • Bélgica
  • Bulgária
  • Chipre
  • República Checa
  • Dinamarca
  • Estonia
  • Finlândia
  • França
  • Alemanha
  • Grécia
  • Hungria
  • Islândia
  • Irlanda
  • Itália
  • Letónia
  • Liechtenstein
  • Lituânia
  • Luxemburgo
  • Malta
  • Holanda (Países Baixos)
  • Noruega
  • Polonia
  • Portugal
  • Romenia
  • Eslováquia
  • Eslovenia
  • Espanha
  • Suécia

Nacionais suíços também são tratados como se fossem nacionais da União Européia, embora a Suíça não faz parte do grupo.

european-union-flagsMas considere que nem todos os que possuem cidadania européia têm os mesmos direitos. E familiares não europeus devem se submeter a solicitação de certidos de residência para garantirem seus direitos no Reino Unido.

Existem regras diferentes para pessoas de oito dos novos Estados-Membros, República Checa, Estónia, Hungria, Letonia, Lituânia, Polonia, Eslováquia e Eslovenia.

No Reino Unido, estes países são, por vezes, conhecido como “países do A8″. Estes cidadãos do A8 são obrigados a registar-se em um programa britânico chamado “Worker Registration Scheme” se quiserem trabalhar no Reino Unido.

Os cidadãos da Bulgária e da Roménia também são tratados de forma diferente. Eles devem obter autorização do Home Office, antes de ter um emprego e permissão só será dada se o trabalho for acordado antes da viagem para o Reino Unido.

Por fim, nacionais de qualquer país da União Européia, que não tenham vivido dentro da UE nos últimos 3 anos antes de mudar para o Reino Unido, poderão ter benefícios reduzidos e terão que pagar taxas internacionais para estudar, sendo essas as mesmas cobrada de estudantes de outros países.

O Brasil é um país marcado por uma verdadeira invasão européia que durou séculos. É comum encontrar brasileiros que tenham alguma descendência européia, mesmo que seja há 4 ou 5 gerações.Sendo assim, muitas vezes o melhor caminho para o brasileiro fazer um upgrade em sua vida e ir para a Europa é através da obtenção de dupla cidadania.

Alguns consulados presentes no Brasil, como o português por exemplo, oferecem um ótimo padrão de qualidade no atendimento, reduzindo custos do solicitante pois na maioria dos casos não é necessária a contratação de advogados ou “especialistas” em dupla nacionalidade.

Geralmente, os processo de obtenção de nacionalidade, consiste em obtenção de certidões de nascimento, casamento, óbito, etc , preenchimento de formulários e pagamento de taxas. Existem vários caminhos para se obter dupla nacionalidade, sendo diferente para cada país/consulado. Alguns aceitam que um bisneto obtenha a nacionalidade do seu bisavô. Outros aceitam somente se o parentesco for de primeiro grau. Outros exigem que a nacionalidade seja obtida para cada indvíduo entre o solicitante e o parente europeu.

Mas o esforço vale a pena. Se você tem algum parentesco europeu e pretende viajar um dia para a Europa, tenha certeza de que a dupla nacionalidade vale a pena, ajuda a abrir portas e a cada dia que passa torna-se mais valorizada.

You may also like...

1 Response

  1. 18 de February de 2012

    Gems form the internet…

    […]very few websites that happen to be detailed below, from our point of view are undoubtedly well worth checking out[…]……